APRESENTAÇÃO DO VP DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS DA ABIMEX


Conforme previsto no Estatuto da ABIMEX, a Vice-Presidência de Relações Institucionais tem por missão proporcionar aproximação das empresas com as Forças Armadas, além de promover a relação das associadas com os órgãos de segurança pública e a Polícia Federal.

No início dos trabalhos, ainda nos meses de janeiro e fevereiro deste ano, havia o planejamento de reunir as associadas por setor de interesse. A cada semana, um grupo selecionado de empresas participaria da Reunião Temática, quando seriam levantados e consolidados os problemas e as sugestões. Entretanto, com a criação do Conselho Consultivo e a inclusão da ABIMEX, tudo ocorreu com maior dinamismo e rapidez.

Em pouco tempo providenciamos a documentação preliminar com informações úteis e oportunas. Naquela ocasião, reunimos mais de 30 empresas nos dias 21 e 24 de março para ouvir as sugestões e reclamações. A consolidação das solicitações resultou na produção do documento com 39 itens grupados em diferentes tópicos (alterações na legislação, melhoria dos procedimentos internos, aperfeiçoamento do sistema de segurança e controle e outros dados de interesse), mas que certamente não esgotou o assunto, porque várias empresas do ramo não puderam comparecer.

No próprio dia 11 de abril, dia da Reunião do Conselho Consultivo em Brasília, esse trabalho preliminar foi entregue pessoalmente ao Gen. Neiva, com a ressalva de que ainda tínhamos algo mais completo a oferecer. De qualquer forma, o documento encontra-se na DFPC para análise e avaliação das ideias apresentadas.

Assim, por oportuno, cabe aqui o agradecimento especial ao Diretor de Fiscalização que, com seu empenho pessoal, conseguiu incluir a Associação no referido Conselho. A DFPC pode contar com o comprometimento dos integrantes da ABIMEX nessa empreitada.

Com o intuito de contribuir com a revisão da legislação, a Diretoria de Fiscalização vem acionando os 12 conselheiros nomeados para apresentarem sugestões. A ABIMEX já opinou sobre duas Portarias (Registros no Exército e Blindagens Balísticas), sobre as Instruções Gerais para Fiscalização de Produtos Controlados e sobre a Diretriz do Sistema Nacional de Rastreamento. Ainda faltam outros assuntos a serem estudados, que serão encaminhados oportunamente, após a contribuição das empresas.

Fica então a prestação de contas da ABIMEX às suas Associadas por esse curto, mas profícuo período de trabalho. Certamente, os resultados positivos serão colhidos em breve. A Associação continuará trabalhando para apresentar sugestões baseadas nas experiências das empresas, cumprindo o seu papel de interlocutora entre o meio empresarial e os órgãos reguladores.

Por último, cabe aqui destacar o comprometimento da ABIMEX com a causa proposta pela Diretoria de Fiscalização, viabilizando a utilização dos produtos controlados de maneira confiável e segura. A Associação assume a responsabilidade de auxiliar as Empresas na aproximação e no diálogo com a DFPC, visando ao cumprimento irrestrito das leis e normas reguladoras.